Mitos e verdades sobre o Óleo de coco

Vocês já devem ter ouvido muitas coisas a favor e contra o óleo de coco, não é mesmo ? Então pedi para uma especialista nos falar sobre o assunto. A Juliana Oliveira é nutricionista (e cunhada hehehe ) e escreveu este texto esclarecedor !


Para entendermos melhor, podemos começar falando sobre as gorduras Insaturadas, Saturadas e Trans :

• As gorduras Insaturadas existem principalmente em vegetais, ela é líquida em temperatura ambiente. Há a monoinsaturada (com apenas uma ligação dupla de carbono) e a poliinsaturada (com mais de uma ligação dupla de carbono).
Onde é encontrada?
Azeite de oliva, óleo de canola e de milho, amêndoa, castanha-do-pará, abacate, semente de linhaça, truta e salmão.
Efeitos no corpo - Ajuda a reduzir o colesterol ruim, o triglicérides ( tipo de gordura que, em níveis elevados, pode causar doenças coronarianas) e a pressão arterial.
Consumo máximo por dia - 44 gramas

• As gorduras Saturadas são um tipo de gordura encontrada principalmente em produtos de origem animal e que, em temperatura ambiente, apresentam-se em estado sólido.
Onde é encontrada?
Carnes vermelhas e brancas (principalmente gordura da carne e pele das aves), leite e derivados integrais (manteiga, creme de leite, iogurte, nata ), óleo de coco e azeite de dendê.
Efeitos no corpo - Aumenta o colesterol ruim (LDL), que se deposita nas artérias, elevando o risco de problemas no coração.
Consumo máximo por dia- 20 gramas

• Gordura Trans é um tipo de gordura formada por um processo químico (hidrogenação), no qual óleos vegetais líquidos são transformados em ácido graxo trans, uma gordura sólida.
Onde é encontrada?
Margarina, biscoitos, batatas fritas, sorvete e salgadinhos de pacote.
Efeitos no corpo - Não faz nada bem à saúde: aumenta o colesterol ruim e, ao mesmo tempo, reduz o bom.
Consumo máximo por dia - 2 gramas

Bom, já que entendemos melhor sobre esses tipos de gordura, vou direto ao foco agora !
O óleo de coco para emagrecer, não passa de uma bobagem.
Na forma líquida ou na de pílula, cada vez mais pessoas usam suplementos na tentativa de perder peso. Com esse objetivo, só estão perdendo dinheiro, ganhando peso e aumentando o colesterol.
Não há mal nenhum em usá-lo, em sua forma líquida, como substituto do óleo de origem animal ou mesmo do óleo de soja na preparação de alimentos. Ele faz parte do grupo de gorduras vegetais, mais saudável do que as animais. No entanto, é rico em gorduras Saturadas. O azeite de oliva, por exemplo, tem gorduras Insaturadas; Para cozinhar, tudo bem. Para emagrecer, fora de questão.
Há quem atribua ao óleo de coco à condição de um termogênico, ou seja, algo capaz de aumentar a queima de calorias no corpo devido ele ser um ácido graxo composto de cadeia média [ou seja, sua metabolização pelo organismo pode ser mais rápida que vários outros tipos de gordura]. Substâncias termogênicas estão presentes no café ou no chá verde, por exemplo, mas também podem ser encontradas em suplementos alimentares. Mas, de novo, nada foi comprovado.
É uma gordura como outra qualquer: pode ser consumida, mas também é capaz de engordar .


Mas devemos nos lembrar também que o coco é rico em fibras, potássio, é calmante, combate a febre,vermes, útil nas inflamações intestinais, como mantém também o bom funcionamento do coração pois normaliza a pressão arterial, atua nas funções síquicas e musculares. Contém propriedades anticancerígenas e vitaminas A, B1, B2, B5 e C.
A água de coco contém sais minerais, como sódio potássio, cloro e glicose.
O leite de coco é rico em gordura, sais minerais e algumas proteínas.

Mas, lembre-se: Não existe gordura que seca gordura !!! #FicaDica



Comentários

Postar um comentário

Nós amamos comentários ! Deixe o seu !

Postagens mais visitadas