Dica de livro: Alta Fidelidade

Eu sou aficionada por livros desde que eu li o primeiro com sete anos e desde então nunca mais parei. Já tentei até fazer lista dos livros lidos, pois já aconteceu de eu ter lido há muito tempo, pegar na biblioteca e perceber que era repetido ! Dentre tantos livros sempre tem alguns que marcam mais, seja pela história ou pelo momento que estamos passando quando lemos.

O livro Alta Fidelidade de Nick Hornby é delicioso. Sempre com uma lista top five, sendo a primeira os cinco melhores foras levados pelo personagem principal Rob Fleming, o livro é repleto de referências da cultura pop musical. Para quem gosta de música é imperdível.

Foto do site Psychobooks


Sinopse
Rob é um sujeito perdido. Aos 35 anos, o rompimento com a namorada o leva a repensar todas as esferas da vida - relacionamento amoroso, profissão, amizades. Sua loja de discos está à beira da falência, seus únicos amigos são dois fanáticos por música que fogem de qualquer conversa adulta e, quanto ao amor, bem, Rob está no fundo do poço. Para encarar as dificuldades, ele vai se deixar guiar pelas músicas que deram sentido à sua vida e descobrir que a estagnação não o tornou um homem sem ambições. Seu interesse pela cultura pop é real, sua loja ainda é o trabalho dos sonhos e Laura talvez seja a única ex-namorada pela qual vale a pena lutar.

O livro fez tanto sucesso que ganhou uma versão para o cinema no filme estrelado por John Cusack e nele tem a vantagem de ouvirmos a trilha sonora citada no livro, uma delicia.



Ainda sobre o livro eu tive a oportunidade de assistir a versão teatral da Sutil Companhia de Teatro, chamada A vida é feita de som e de fúria e sem dúvida foi a melhor peça que eu já assisti. O espetáculo de quase três horas de duração foi incrível. 



O livro foi relançado no Brasil e custa em média R$39. Com certeza poderia estar na lista dos meus cinco livros para reler.

Beijos
Paty

Comentários

Postagens mais visitadas