Entrevista Denise Barreto

O nome dela é Denise Barreto, tem 39 anos, é formada em Administração de Empresas e é mãe do João de 6 anos e do Arthur de 3 anos.
A empreendedora de hoje é daquelas que põe a mão na massa e faz tudo acontecer. Dona de duas lojas de roupas no Tatuapé, a Stilo D, ela vai contar pra gente um pouco dessa jornada de sucesso.


“Sempre trabalhei no mundo corporativo, na área comercial, iniciando em uma Operadora de Turismo em 1996, depois 6 anos de Banco, concessionária de veículos e por último na Nextel Telecomunicações. Sempre amei moda, e sempre que eu usava uma roupa, alguém perguntava de onde era, me pediam dicas e etc., (eu era bem arrumadinha... 😂😂😂😂) e sempre amei ser CLT.

Quando o João nasceu, eu ainda estava de
Licença Maternidade e me separei do pai dele, depois de 11 anos juntos (5 de namoro e 6 de casada) e foi um momento muito difícil. Além do desequilíbrio emocional, vieram as perdas financeiras, e o psicológico ficou também totalmente abalado, triste, secou meu leite, não foi fácil.
Voltei a trabalhar e chorava o dia todo, Por ter que deixar o João na escolinha, separada, aquele vazio no armário, na casa, vazio na alma.
Pedi demissao na Nextel e fiquei mais 4 meses em casa pensando o que fazer da vida!

Uma amiga foi em casa almoçar comigo e me sugeriu trabalhar com moda, disse que eu tinha o maior jeito e tal. Fiquei pensando e fui conversar com outras amigas, pedir opiniões, conselhos.
Meus pais acharam um horror, disseram que lojinhas abriam e fechavam, que eu deveria voltar pro mercado de trabalho, mas senti no coração que seria uma boa opção empreender.

Uma grande amiga minha é filha da dona do salão ao lado da que seria a minha primeira loja e me falou que a mãe tinha uma lojinha vazia pra alugar. Eu fui conhecer e gostei muito😍 Vi uma grande oportunidade de fazer dar certo!



A princípio a vantagem de trabalhar “por conta” foi poder passar a parte da manhã com meu filho e abrir a loja meio-dia. Eu comprava mercadoria de segunda-feira e ia tocando o barco. Assim foi de Maio de 2013 a Novembro de 2013, mas senti que a loja precisava ter um horário fixo, mais certo, mais profissional mesmo! Foi quando contratei a primeira vendedora e passei a abrir às 9:30 e fechar às 18h. Com isso me sobrava mais tempo para as compras e quando tinha algum “problema pessoal” (coisa que eu tinha de sobra), a loja pelo menos estava aberta!

Eu me sinto privilegiada em levar meus filhos ao pediatra, na natação, fazer lição de casa e até mesmo não ir trabalhar quando eles não estão bem. Essas são as maiores vantagens para a mãe que trabalha fora - na minha opinião :)



Porém, existe uma grande desvantagem de não ter uma projeção sensata. Esse mercado é muito prostituído - primeiro porque eu concorro com sacoleira, com o Brás, com a José Paulino, com o Instagram, com as lojas online. Por se tratar de algo considerado como supérfluo - já que eu vendo fast fashion - mesmo depois de 5 anos, eu não tenho um faturamento coerente, porque a primeira coisa que a mulher mexe no orçamento quando precisa dar uma enxugada são as roupas, sapatos, make, ainda mais quando se trata de “modinha” que é o meu ponto forte!
Então eu não faço compras à prazo, eu não entro em financiamentos, porque meu mercado é inconstante! Fora isso não tenho férias, 13º sálario, FGTS e outros benefícios que com CLT eu estava acostumada.

Para escolher as peças da loja, eu procuro seguir as tendências de Fast Fashion.
Instagram é uma forte ferramenta também. Eu sigo a Thassia Naves, ela dita moda mesmo, eu vou na Zara, nas lojas de departamento e nas maiores lojas de Atacado do Bom retiro que também me inspiram como a Chocoleite, por exemplo. Sigo a Dani Cardoso, porque gosto do estilo dela, acho que combina bem com meu público. Fiz alguns cursos sobre Moda, cursos do Sebrae, com a Personal Vanessa Scisci, e vou me aculturando no dia a dia, mas acho que o feeling que se tem quando se gosta de algo, também conta muito!

Para a loja eu tento levar aquilo que eu usaria se eu trabalhasse no banco, fosse casada e tivesse filho já que 80% das minhas clientes tem este perfil. Eu fujo da linha piriguete, porque eu atenderia uma minoria e tento me colocar no lugar da cliente quando compro a mercadoria!
Com o passar dos anos, o meu preço subiu um pouco, mas a qualidade das peças melhorou também!
Comecei a comprar direto de confecções e isso encarece um pouco, mas também o produto tem matéria prima e acabamento melhor! Tem uma loja que gosto muito que é a Pressage. Não gosto das peças em si, mas gosto dos tecidos, das cores, combinações, e eles são bem antecipados às tendências. Tenho uma grande amiga estilista que é dona de uma marca chamada Shioo e ela viaja muito, traz muita coisa de fora também e me fala sempre com antecedência sobre as cores da Pantone, estampas e etc.
Em um dos meus cursos estudei sobre Emilio Pucci (pai das estampas) e acabo dando aquela “bisbilhotada” nas criações dele e por ai vai.

Vocês podem até não acreditar, mas até pouco tempo, eu não conhecia a Blogueira Boca Rosa mas confesso que esse mundo de blogueiras não me fascina mto porque tem muita gente fora da casinha, tipo ex bbb 🙄, ex a fazenda 👎🏽🙄🙄🙄, então vou no Pinterest, pego umas matérias que me interessam e vou me aculturando. Através do Sebrae também criamos um network legal para trocarmos figurinhas entre empreendedores da área.

Minha dica pra quem quer empreender, é não ter medo, mas ter o pé no chão, sem deslumbramentos e ostentação !
Trabalhar com amor e responsabilidade. E ser verdadeira no que se faz!

Eu sou ansiosa, compro mercadoria, descarrego na loja e pretendo precificar na parte da tarde quando meu movimento é fraco... no entanto as clientes entram, e eu vou abrindo malas, fardinhos, sacolas e ja vou mostrando o que chegou e vira a maior bagunça... 🤦🏽‍♀
Algumas clientes amam essa “baderna”, outras abominam e não voltam mais.... mas essa sou eu... 🤷🏽‍♀ ... emoção com ansiedade....🤪🤪🤪

Encorajo sempre as pessoas empreenderem com aquilo que amam. É muito dificil alguém não dar certo fazendo algo com amor.... ❤ e ainda que não se tenha o retorno financeiro grande, existe a realização pessoal de fazer o que gosta.

(Parênteses para vida pessoal: com 1 ano e 8 meses de separada, conheci o Ricardo, namoramos 10 meses, casamos e tivemos o Arthur 😍😍😍 não necessariamente nessa ordem 😂😂😂 porque engravidei antes de casar... 🤷🏽‍♀... costumo dizer q ele me deu o golpe da barriga porque ele dizia que não poderia ter filhos 😂😂 mas minha familia é minha maior riqueza! Estamos juntos há
4 anos e meio).


Não da pra ficar rica trabalhando com roupas como eu trabalho.... a margem de lucro é baixa, as peças precisam ser baratas e eu tenho muitas concorrentes, mas pelo fato de ter 2 filhos dependentes e pequenos, eu gozo de uma qualidade de vida, que hoje pra mim é mais importante que conforto financeiro nesse momento!

Amo o que faço, faço com amor como eu posso! ❤”

Batom nude, já usou ?

O batom nude já ganhou o coração e a necessáire de muitas mulheres mas ainda não é unânime. Muitas mulheres torcem o nariz para a cor e não usam de jeito nenhum mas talvez seja só uma questão de achar o seu tom de nude.
A mesma cor realmente não fica bom para todos os tons de pele mas a maioria das marcas já tem vários tons de nudes e assim fica mais fácil de achar qual mais combina com você.

Eu amo batom nude e me policio para usar os coloridos de vem em quando porque eu me sinto mais “eu” de batom nude kkkkkk

Escolhi vários tons para mostrar que sempre tem um que mais combina com o tom de pele e fica perfeito.


Saia de couro

A saia de couro é uma peça coringa e que quase todas as mulheres tem no armário. Há muitas formas de usar a sua, inclusive nos looks do escritório e depois quem sabe emendar na balada só mudando os acessórios ?

Uma dica importante é com a conservação da peça pois a maioria dos modelos não é de couro “de verdade” e se você não cuidar direitinho com o tempo o material sintético começa a descascar. Passe sempre uma camada bem fininha de creme hidratante com um tecido macio para evitar que o material resseque ;)


Look monocromático

O look monocromático pode parecer fácil se você pensar em tudo preto mas e se for de qualquer outra cor ? Aí começa o desafio de sair da zona de conforto do seu armário e de pensar em quais peças você pode usar juntas para montar um look todo da mesma cor ou com os mesmos tons.
As irmãs Tranchesi usam muito esse visual e brincam que parece que elas cairam na tinta e por isso estão com tudo da mesma cor kkkkkk eu acho lindo e além disso tem a vantagem de super alongar a silhueta.
Quem arrisca ?

Preto e branco no escritório

Domingo acabando e as mulheres mais organizadas já estão separando o look para ir trabalhar amanhã.
A nossa sugestão de hoje é a clássica combinação de preto e branco que é linda e funciona para todo mundo.

Rabo de cavalo

Essa semana nós trouxemos várias sugestões de looks para vocês e hoje chegou a vez de falar sobre cabelos. O rabo de cavalo é super fácil e democrático e nós escolhemos algumas opções lindas para você usar hoje mesmo !